sábado, 18 de maio de 2013

DICA LITERÁRIA + SUGESTÃO DE ATIVIDADES


O cabelo de Lelê
Belém, Valéria
Ed. IBEP Nacional

Sinopse:
Lelê não gosta do que vê - de onde vem tantos cachinhos? Ela vive a se perguntar. E essa resposta ela encontra  num livro, em que descobre sua história e a beleza da cultura africana.

Tem um vídeo no youtube, com a leitura do livro:




SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES

·       *  Realizar a leitura do livro “O cabelo de Lelê” (sugestão: ler a história usando uma peruca que represente o cabelo da personagem. Antes da leitura, conversar sobre a peruca, chamar a atenção para o título da história e a ilustração da capa).
·      *   Após a leitura, em roda de conversa, perguntar às crianças: “Como é o cabelo de Lelê?”, “Por que o cabelo de Lelê é assim?”, “E o seu cabelo, como é? Por que será que seu cabelo é assim?”
·       *  Em outro dia, apresentar para as crianças um vídeo (you tube), com a história do livro e conversar sobre a história e sobre a África.
·         Procurar em revistas gravuras de pessoas que tenham o cabelo como o de Lelê e montar um painel. Conversar sobre o mesmo. (outra sugestão: procurar gravuras que representem o próprio cabelo).
·        * Inspirados nas páginas 16 e 17 do livro, representar a personagem Lelê, “construindo” seu cabelo com diferentes tipos de material, tais como: EVA, lã, macarrão parafuso, entre outros... É importante que cada criança escolha o material que irá utilizar. Expor os trabalhos realizados, conversar sobre os mesmos e fazer um fantoche da personagem para levar para casa.
·         *Apresentar o clipe musical “Tudo junto e misturado” (Aline Barros).
·     *    Confeccionar perucas com papel rococó preto e organizar um desfile/baile na escola. (outra sugestão: distribuir aos alunos as perucas existentes na escola para organizar o desfile/baile).
·       *  Realizar a leitura de alguns contos africanos e brincadeiras africanas, valorizando esta cultura.




3 comentários:

Unknown disse...

Eu acho interessante levar em consideração, se existe alguma criança com esse cabelo na turma, e fazer com que esse cabelo não seja um "bicho de outro mundo'',e não tratá-lo com tanta diferença, para não torná-lo desigual no olhar das crianças.

Edna Ribeiro disse...

História: POR FAVOR, PAPAIZINHO, VAMOS!
POR FAVOR, PAPAIZINHO, VAMOS!

Uma garotinha, de olhos cintilantes,Rostinho alegre, olhar resplandecente,Assim falou: “Papaizinho, está na hora.À Escola Dominical, vamos agora.Lá, de Jesus, o amor eles ensinam,De como Ele morreu, por todos que O buscam.”

“Ah!” diz o papai, “não...hoje não,Pois trabalhei toda a semana; vou ao ribeiro.Lá eu repouso e vou descansar.A pesca é agradável, todos afirmam.Vá saindo e não me aborreça...Vamos à igreja qualquer dia.

Meses e anos, afinal se foram,E o papai não mais ouviu o apelo:“Vamos à Escola Dominical”!
Os dias da infância se passaram.Agora que o pai envelhecera,E que da vida o fim já se aproxima,Tempo ele encontra para à igreja ir.Porém, a filha, ao seu convite diz:

“Não...hoje não, papai,Fiquei insone quase toda a noite.Recuperar eu devo um pouco o sono.Demais, o meu semblante assusta...”Então, o pai para enxugar as lágrimas,A trêmula mão levanta.

E relembrando os tempos que se foram,Distintamente, parece ouvir a suplicante vozE ver da criancinha o rosto resplendentePra si voltado, em cintilante olhar a lhe dizer:“Está na hora da Escola Dominical...Por favor... não queres ir, papai?”

Apresentações extraídas de:ALIANÇA PRÓ EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇAS. 5. ed. Dias especiais. São Paulo: APEC, 1997

Edna Ribeiro disse...

Seu trabalho é maravilhoso, por isso venho convidar para conhecer os educadores multiplicadores para compartilhar novas amizades e experiências. Acesse:http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/ ou no banner que tem em meu blog. Abraços, Edna Ribeiro